OC Socket: a tecnologia da ASUS para quem é ligado em overclock


 Quando o assunto é hardware focado no público entusiasta, a ASUS é uma das marcas mais reconhecidas — tanto é que o público a elegeu como a favorita para a fabricação de placas-mãe.

 Também, não é por acaso que a ASUS é tão famosa e queridinha dos consumidores. Todos os anos, a empresa investe pesado em novas tecnologias e soluções que visam favorecer os jogadores e usuários que gostam de lidar com overclock.

 Entre tantas novidades, a ASUS recentemente apresentou um recurso que virá em algumas placas X99. Trata-se de uma alteração realizada diretamente no soquete que acomoda o processador, algo que, segundo a fabricante, pode trazer melhorias significativas para quem pretende colocar a CPU para trabalhar com frequências elevadas.

 Com o nome de OC Socket, tal mudança deve ser benéfica apenas para os consumidores que adquirirem os novíssimos chips compatíveis com o socket LGA2011-3. Neste artigo, vamos falar um pouco sobre esta novidade e conferir o que ela significa na prática.

O que é? Para que serve o OC Socket?

 A primeira coisa que é preciso entender é que nem todas as placas são iguais. Mesmo que todas tragam compatibilidade com uma geração específica de processadores (comportem determinados chips com um mesmo socket), algumas podem levar vantagem por conta de uma determinada arquitetura e, claro, por trazer componentes de alta qualidade.



 No caso das placas ASUS com suporte para as CPUs Intel Haswell-E (Intel Core i7-5960X, i7-5930X e i7-5820K), estamos tratando de um projeto pensado do zero para aproveitar todo o potencial desses chips, algo que algumas peças concorrentes acabam não se beneficiando.

 A verdade é que o socket LGA2011-3 de referência (lançado pela própria Intel) não vem com contatos para se comunicar com todos os pontos do processador. Placas comuns podem funcionar perfeitamente dessa forma, mas o desempenho entre elas será muito similar.

 O que a ASUS fez foi justamente “aprimorar” o projeto da Intel, adicionando um socket que pode entrar em contato com todos (ou quase todos) os elementos internos da unidade de processamento. As novas áreas que são ativadas com as placas que trazem o OC Socket devem mostrar vantagens significativas para os consumidores que adotam a prática de overclocking.



 A ASUS até mesmo montou uma matéria especial sobre o assunto e ilustrou as diferenças entre o socket comum e a versão OC de suas placas. Ao todo, as novas peças trazem seis áreas com diferentes esquemas de conexão, o que deve garantir os truques especiais para o aumento de frequência.

Falando em tecnologia

 Conforme comentamos acima, não se trata apenas de uma mudança estética, mas também de uma questão de aproveitamento de arquitetura. As placas com OC Socket foram desenhadas para aproveitar todo o potencial dos componentes que interagem diretamente com o processador.

 O design da placa deixa os módulos reguladores de tensão (setores em verde e azul na imagem abaixo) da área de energia em posição estratégica para se comunicar rapidamente com a memória RAM (em amarelo na imagem) e o próprio processador.



 Talvez nem seria necessário comentar sobre a alta qualidade que a ASUS emprega em suas placas, mas como estamos tratando de um produto entusiasta, vale comentar sobre a incrível capacidade deste projeto em manter a tensão totalmente estática.

 O OC Socket empregado nas novas placas gera um sinal de alta qualidade que, mesmo em casos extremos, não apresenta variações de queda de voltagem. Para quem costuma brincar com overclock, sabe bem que tal característica garante resultados estáveis e melhorias significativas no desempenho.

 Obviamente, as mais recentes placas da ASUS aproveitam muitos benefícios que já vimos em outros tantos dispositivos da linha Republic of Gamers (ROG), como é o caso da BIOS que dá acesso a configurações exclusivas para cada núcleo.



 Se as melhorias no uso do processador não são suficientes para convencer você, vale acrescentar aqui que a ASUS revelou recentemente que suas placas podem trabalhar com overclock nos componentes de memória RAM do tipo DDR4. Por conta da baixa tensão, até oito módulos podem funcionar com clock acima de 3 GHz.

Quais placas? Quais processadores?

 Todo esse papo é muito bacana, mas é bem provável que você esteja com uma pulga atrás da orelha: afinal, quais produtos trazem esta novidade? Abaixo, você confere a atual linha de produtos da ASUS que se beneficiam do OC Socket.
  • ROG Rampage V Extreme
  • ASUS X99-Deluxe
  • ASUS X99-Pro
  • ASUS X99-S
  • ASUS X99-A
  • ASUS X99-E WS
  • ASUS X99 WS


 Todos os processadores compatíveis com o socket LGA2011-3 podem ser utilizados nos novos produtos da marca. Entretanto, como você deve imaginar, esse tipo de configuração é só para quem pode, não para quem quer. E aí? Você tem interesse nesse tipo de produto?

Fonte(s)
Imagens
Via: Tecmundo

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Inscreva-se e Receba todas as Notícias no seu Email.

Postagens Relacionadas

Comente, Pergunte, Avalie. Estamos pronto pra Responder sua Duvida.