TIM avaliará proposta da Oi, mas afirma que não necessita de fusão


 Já faz alguns dias que surgiram informações sobre a possível fusão entre a TIM e Oi, mas os executivos da Telecom Italia disseram que ainda não há nada certo, eles podem até aceitar alguma proposta, mas precisaria ser bastante interessante para a rede italiana deixar a operadora brasileira ir embora.

 Agora o presidente-executivo da TIM Brasil, Rodrigo Abreu, revelou que a operadora não está passando por nenhuma necessidade para precisar fazer um acordo com a Oi, na realidade, ele avalia a possível proposta como uma oportunidade.
"É um processo que segue para nós sem necessidade que algo aconteça. Talvez existam atores no mercado que tenham necessidade de uma grande mudança estrutural, mas certamente não somos nós", afirmou Abreu. “Vale lembrar que hoje o índice de alavancagem da companhia (Oi), incluindo Portugal Telecom, é muito, muito alto”.
 Há pouco a Oi estava fechando acordo para a venda de seus ativos portugueses, e isso é importante, já que esses recursos podem ser usados para comprar a TIM. Abreu revelou que acredita que a venda dos ativos não mudou muita coisa, já que a empresa permanecerá com muitas dívidas.

 O presidente-executivo disse que o intuito da fusão entre a Oi e Portugal Telecom era criar uma estrutura mais capitalizada, com ainda mais ativos e gestão mais profissionalizada. Porém, o que realmente aconteceu não foi isso, é por esse motivo que a TIM precisa analisar muito sobre essa possível fusão.

Fonte: Tudocelular

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Inscreva-se e Receba todas as Notícias no seu Email.

Postagens Relacionadas

Comente, Pergunte, Avalie. Estamos pronto pra Responder sua Duvida.