Mesmo com 4GB de RAM, Galaxy Note 5 e S6 Edge Plus encerram apps em segundo plano


 Recentemente vimos um comparativo entre o Galaxy Note 5, OnePlus Two e o LG G4. O teste de velocidade tinha como meta medir quem abre uma dúzia de aplicativos de forma mais rápida, assim como identificar qual deles consegue manter a maior quantidade destes aplicativos abertos em segundo plano. Mesmo vindo com 4 GB de memória RAM, o phablet da Samsung sofreu para manter vários aplicativos em aberto, o que fez o mesmo ser penalizado e quase perder no teste para o LG G4.
 Agora, foi revelado um novo vídeo que mostra que a situação é ainda mais grave. Com o Android 5.0, todos os smartphones, não apenas os da Samsung, passaram a sofrer do problema de vazamento de memória do Lollipop, o que fazia com que o dispositivo ficasse com pouca memória livre e forçasse os apps do usuário a serem fechados. No entanto, o Galaxy Note 5 já chega com a versão mais atual do sistema, onde este vazamento já foi corrigido, mas a TouchWiz consegue fazer o problema ficar ainda mais agravante.
 Ao ver o vídeo acima, podemos notar que o Galaxy Note 5 não está conseguindo manter nenhum aplicativo em aberto. O teste é feito em comparativo com o Nexus 6. Ambos são reiniciados, então são abertos aplicativos básicos do dia a dia como Twitter, YouTube, Instagram, entre outros. Na primeira etapa, vemos que o Note 5 realmente empolga e não deixa nada a desejar, abrindo rapidamente todos os apps testados. No entanto, quando você volta para algum deles é necessário esperar o smartphone da Samsung recarregar o conteúdo, coisa que não acontece com o Nexus 6.
 Mas por que isso acontece? Alguns acreditam que a empresa esteja aplicando alguma política agressiva para economizar energia. Talvez pelo fato de o Note 5 ter vindo com bateria inferior ao do seu antecessor, a mesma não quer correr o risco que a autonomia seja sacrificada. Realmente, chegamos a ver um teste que mostra que a duração da bateria do novo phablet da empresa é superior ao da geração passada. Mas vale a pena sacrificar o desempenho por isso?
 Talvez forçar todos os apps a serem recarregados não seja a melhor solução, pois isso demanda processamento da CPU. Seria mais lógico deixar tudo aberto em segundo plano, já que o Galaxy Note 5 vem com 4 GB de RAM e precisa tirar proveito disso. O problema não afeta apenas o phablet com S Pen da sul-coreana, mas o Galaxy S6 Edge Plus também está nessa. A TouchWiz sempre foi criticada e, pelo visto, Samsung ainda não aprendeu a lição. Agora só resta esperar a empresa lançar alguma atualização que remova essa política agressiva de baixo consumo.

Fonte: Tudocelular

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Inscreva-se e Receba todas as Notícias no seu Email.

Postagens Relacionadas

Comente, Pergunte, Avalie. Estamos pronto pra Responder sua Duvida.