iPhone 7 pode ter novo padrão de fones de ouvido e processador hexa-core

 Neste mês, vimos a Apple colocando seus novos smartphones no mercado e apresentando algumas novidades referentes aos recursos deles. Mas como você já deve estar acostumado, o ciclo bienal dos smartphone fez com que o iPhone 6S não tenha muitas mudanças no design em relação à geração anterior dos aparelhos. Porém, muitos analistas apostam que a próxima versão do portátil vai trazer muitas mudanças aos consumidores — assim como aconteceu com o iPhone 5 e com o iPhone 6.
 Uma das grandes expectativas é de que o iPhone 7 vá surgir no mercado com espessura de apenas 6 milímetros — contra os 6,9 mm do iPhone 6S. Isso deve obrigar a companhia a espalhar melhor os seus componentes internos, precisando fazer até mesmo alguns "malabarismos" para obter sucesso na diminuição do espaço ocupado. E é nesse aspecto que pode surgir também uma mudança no padrão de fones de ouvido do aparelho.
Nesta semana, o site Patently Apple divulgou que a Apple registrou uma patente que diminui os conectores do fone de ouvido pela metade — reduzindo a espessura de 3,5 mm para cerca de 1,75 mm. Isso faria com que os atuais acessórios só funcionassem com adaptadores especiais, permitindo também a chegada de uma grande quantidade de novos fones no mercado, já com as dimensões adaptadas.
 Vale lembrar que já existem muitos fones exclusivos para os aparelhos da Apple e que utilizam o conector Lightning para a entrega de áudio com maior qualidade. Caso os próximos iPhones tragam esta nova possibilidade, é possível que a indústria corra contra o tempo para conseguir entregar dispositivos prontos para os novos padrões. Mas será que a fabricante de Cupertino vai mesmo apostar nessa mudança?

Novo processador

 Fontes ligadas à indústria chinesa afirmam que o processador Apple A10 já está sendo testado por lá. Ainda não existem muitos detalhes técnicos sobre isso, mas há fortes indícios de que os novos chips serão produzidos pela TSMC e também pela Samsung. Ao que tudo indica, eles devem ser colocados no mercado com uma mudança estrutural bem importante: a quantidade de núcleos.
 Com isso, aumentam as chances de que o iPhone 7 chegue aos consumidores com um processador hexa-core para melhorias no desempenho e também na eficiência energética — algo que é vital para que os dispositivos não deixem os usuários sem bateria na metade do dia.

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Inscreva-se e Receba todas as Notícias no seu Email.

Postagens Relacionadas

Comente, Pergunte, Avalie. Estamos pronto pra Responder sua Duvida.