Xiaomi alcança novo recorde ao vender 1,5 milhão de unidades do Redmi Note 2


 Xiaomi é imparável quando se trata de bater recordes de vendas. O mais novo protagonista da série de metas ultrapassadas pela companhia chinesa é o Redmi Note 2. Desta vez, o recente phablet da empresa asiática parece ter sido vendido 1,5 milhão de vezes desde a sua estreia, com estoques esgotados e a certeza da marca oriental de estar fazendo um bom trabalho ao lutar pela excelente proporção entre o custo e beneficio de seus dispositivos. De fato, com o preço baixo, a fabricante se aproximou fortemente do maior mercado de telefonia móvel no mundo, portanto a velocidade com que suas criações saem da loja se dá pela competitividade agressiva em varejistas da China.
Redmi Note 2 é um dos aparelhos mais completos, pelo preço cobrado, disponíveis atualmente no mercado de telefonia móvel
 Mi Note 2 foi lançado oficialmente pela Xiaomi em 13 de agosto e, já nas primeiras 12 horas, como noticiamos na época em questão, 800 mil exemplares haviam sido comercializados pela gigante da Ásia em seu país natal, atingindo quase o dobro até 5 de setembro. A quantidade de 1,5 milhão de unidades do Redmi Note 2 reflete não só no preço baixo cobrado individualmente pela criadora da MIUI, mas também pela fama de qualidade que seus eletrônicos ganharam no exterior. São apenas US$ 125 necessários caso queira levar o modelo para casa, ou R$ 484 na cotação atual do dólar, desconsiderando os impostos brasileiros.
 Além da etiqueta avassaladora de preço, Redmi Note 2 também não decepciona em termos técnicos, trazendo tela de 5,5 polegadas em resolução Full HD (1920 x 1080 pixels), 2 GB de RAM, chipset MediaTek Helio X10, processador com oito núcleos rodando ao máximo em 2,2 GHz, PowerVR G6200 para os gráficos, 16 GB de memória para o armazenamento interno, expansível via cartão microSD, câmera principal de 13 megapixels, câmera frontal de 5 megapixels, dimensões de 152 x 76 x 8,25 milímetros, peso de 160 gramas, bateria de 3.060 mAh, Android 5.0 Lollipop como sistema operacional modificado pela interface MIUI 7.
 Há também a possibilidade de desembolsar um valor superior para ter em mãos a variante com 32 GB de espaço nativo, pagando US$ 156 para isto, ou R$ 605 no câmbio presente da moeda dos EUA, ignorando os tributos cobrados por nosso governo. Lembre que, apesar da Xiaomi já estar atual em terra verde e amarela, apenas o Redmi 2 é comercializado por aqui. Infelizmente, não há previsão de chegada do Redmi Note 2 em região nacional, por outro lado, estima-se que mais aparelhos da marca oriental desembarquem em território tupiniquim caso o único modelo vendido aqui tenha o sucesso previsto pela empresa asiática.
Fonte: Tudocelular

Esse perfil e de propriedade de glaucio (glau), mais e ultilizado pela equipe que trabalha no site. Twitter: @tecworldk. Whats: (+55) 11-958602911 (Duvidas).

Compartilhe e Divulgue o Site! :)

Inscreva-se e Receba todas as Notícias no seu Email.

Postagens Relacionadas

Comente, Pergunte, Avalie. Estamos pronto pra Responder sua Duvida.